Chapéu-chinês – Holmskioldia sanguinea

Chapéu-chinês – Holmskioldia sanguinea


Nome Científico: Holmskioldia sanguinea
Nomes Populares: Chapéu-chinês, Chapéu- chinês-amarelo, Chapéu-de-mandarim, Chapéu-chinês-vermelho, Holmskioldia-vermelha
Família: Lamiaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Flores Perenes
Clima: Arbustos, Cercas Vivas, Trepadeiras
Origem: Ásia, Himalaia
Altura: 2.4 a 3.0 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
 
 

chapeuchines

 

 O chapéu-chinês é uma planta arbustiva, de textura semi-lenhosa de florescimento muito ornamental e peculiar.
 Apresenta ramos longos, um tanto pendentes e folhas ovaladas, com bordos serrilhados e pontas afiladas. As flores são um espetáculo à parte, possuem formato de trompete com o cálice em formato de chapéu, o que deu origem ao nome popular. As flores são originalmente vermelhas ou alaranjadas, mas ocorre uma variedade completamente amarela. A floração ocorre na primavera e no verão. 

chapeuchines1

 Ganha destaque especial quando plantado isolado, sobre extensos gramados, mas também forma excelentes renques em grupos. Devido aos ramos longos, pode ser conduzido como trepadeira sobre treliças e outros suportes, desde que adequadamente tutorada e amarrada. É ótimo para atrair beija-flores.

 


chapeuchines2

  Deve ser cultivado sempre no pleno sol, embora tolere a sombra parcial, em substrato rico em matéria orgânica, com boa drenagem. Adubações anuais e regas regulares garantem uma floração abundante. As podas contribuem para uma forma mais compacta e arredondada, pois estimulam a ramificação e a renovação da ramagem. Multiplica-se por estaquia.

chapeuchines3

boletim