Afelandra – Aphelandra squarrosa

Afelandra – Aphelandra squarrosa

Nome Científico: Aphelandra squarrosa
Nomes Populares: Afelandra, Afelandra-zebra, Espiga-dourada, Planta-zebra
Família: Acanthaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Flores Perenes
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem:  América do Sul, Brasil
Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, de acordo com os vários tipos de afelandra e locais de plantio (vasos ou jardins)
Luminosidade: : Luz difusa, meia sombra
 


afelandra3
 



   Planta florífera, de textura herbácea, geralmente com 50 a 90 cm de altura, muito utilizada na decoração  de ambientes internos. Ela apresenta folhas grandes, acuminadas e de coloração verde-escura, com nervuras bem marcadas, brancas ou amareladas, de acordo com a variedade. As inflorescências são do tipo espiga, terminais e eretas. Elas surgem na primavera e verão e são formadas por brácteas amarelas e brilhantes e flores tubulares, amarelas ou brancas. Deve ser cultivada sob meia sombra ou luz difusa, em substrato de boa drenagem, leve, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Não tolera o frio ou ventos. Aprecia adubações a cada 15 dias nos meses quentes. Em regiões tropicais, a afelandra pode ser cultivada diretamente no jardim, formando belos maciços e renques junto a muros. 

afelandra1

 

 

afelandra2 

  Em lugares de clima frio, ela é cultivada em vasos e jardineiras, em locais protegidos, e até mesmo dentro de casa. Multiplica-se por estacas postas a enraizar em estufas úmidas, ao final do inverno.
As principais variedades de afelandra são: ‘Louisae Van Houtt’ (pequeno porte, boa para vasos, folhas com veias amarelas e espiga dourada), ‘Leopoldii’ (de folhas com veias brancas, caule avermelhado e brácteas vermelhas), ‘Brockfeld’ (de crescimento compacto e folhas de veias amarelas), ‘Fritz Prinsler’ (de folhas verde oliva, com nervuras amarelas), ‘Dania’ (planta da foto, compacta, de veias brancas ou creme e caule avermelhado). ‘Ivo’ (de cor verde escuro), ‘Silver Queen’ (de tonalidades mais claras).

boletim