Angelônia – Angelonia angustifolia

Angelônia – Angelonia angustifolia

Nome Científico: Angelonia angustifolia
Nomes Populares: Angelônia
Família: Plantaginaceae
Categoria: Flores Anuais
Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: América Central, América do Norte, América do Sul, México
Altura: 0.4 a 0.6 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Anual, Perene

É uma planta florífera, de textura herbácea e ramagem ereta. Suas folhas são lanceoladas e com margens denteadas. As inflorescências em espigas eretas, carregam numerosas florzinhas semelhantes às de boca-de-leão.

 



angelonia1
 

 

  As flores apresentam aroma frutado, que lembra maçã e uva, e são de cores variadas, sendo que as mais comuns são branca, rósea, azul, roxa e salmão, além de flores mescladas. O florescimento ocorre na primavera e verão. A variedade mais popular atualmente é a ‘Angelmist’, patenteada e desenvolvida para ser propagada de forma vegetativa e mais resistente às doenças.      É perfeita para a formação de maciços coloridos e bordaduras e não necessita de beliscamento para formar densas moitas, mas uma boa fertilização semanal é importante para um florescimento intenso. Pode ser plantada em vasos e jardineiras e fica excelente quando combinada com forrações verdes e pendentes. 

angelonia3
   

angelonia2
  Presta-se também para o uso como flor de corte, na confecção de arranjos florais e buquês bastante duráveis. Deve ser cultivada sob sol pleno em solo fértil, bem drenado, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. A angelônia é uma planta rústica, vigorosa, resistente a curtos períodos de estiagem e calor intenso. Não tolera encharcamento, frio ou sombra. Em países de clima temperado é conduzida como anual, pois não tolera passar o inverno em estufas e em ambientes internos. Multiplica-se por sementes, estaquia e divisão da ramagem enraizada dependendo da variedade. Apesar de perene, deve ser replantada anualmente na primavera para recobrar o seu vigor. O espaçamento indicado é de 25 cm entre as plantas.

boletim